vives nas esquinas do meu pensamento

19/08/06

Desabafo IX




é esse o horizonte que contemplo todos os dias
é essa a imagem que miro todos os dias
e de repente tornou-se meu teto, meu lar
meu templo de oração...
olhando pra além...a frente ...
alongado e expandido
o meu amor está lá
sempre é o meu alvo
inclinação e expansão do meu dia
céu, mar, asfalto...
mostram meu amar
mudança motriz que é escudo de minha vida
meu vinho, minha vinha, minha ira
de amor
na saudade e na presença
plenamente acabado
perfeição em movimento
és causa e primeiro sentido de mim
seguro com desejo em força os laços da terra,
do ar que não respiro sem ti
meus pensamentos
movimentos incessantes das coisas
te-la no provável , no inverrossímil
porque és o que é
amor em vida
razão e privilégio
identidade e essência
a imagem de todos os dias
multiplicidade da janela aberta
enxergo você
és união de mar e horizonte
meu mar, meu horizonte. meu amor ...
assim visto de longe unidos...inacabado
perturbo a todos com esse amor
vagabundo em appetitus
paixão cupiditas
guerra que roubei
para estabelecer a paz do meu coração
que ama incessantemente
porque amo com a alma aberta
a fé da imagem que todos os dias vejo diante de minha janela
voce está lá, inevitavelmente ... meu céu, meu mar,
poderosas palavras,
fortuna minha.
a arte de tocá-la nua
em minhas mãos nuas
molhadas das águas do mar
seu cheiro
a busca de você pra sentir minha felicidade.
FOTO EMÍLIA COUTO

13/08/06

Desabafo VIII

mamãe nos fotografou



pai

ouve-me

sinto tanto tua falta ...eu ainda vivo...
mas a maioria das coisas não tem a mesma forma,
a mesma cor e
o mesmo brilho de quando você estava aqui...
tudo ainda está estranho ...
tudo ainda é tão improvável
com você era tão mais fácil
tudo era tão doce
você facilitava tudo
era tão simples
você sempre estava lá
me esperando
era tão simples encontrá-lo
me davas a medida das coisas
os caminhos eram serenos
a vida tinha um tom tão ameno, encantador
foram anos de tanta ternura,
tanto carinho
e eu me sentia a vontade diante da vida
tudo era transponível
qualquer sonho era realizável
e não havia espinhos
as estradas eram de terra planas ,
silenciosas e agradáveis
e eu sabia que tudo podia ...
agora agarro-me ao pouco que restou
para me sentir viva
e faço da dor a força de estar diante da vida
e brigo com ela
não posso me entregar ao desespero
que tenta me dominar
você não aceitaria isso de mim
não sei onde encontrar a força pra continuar ...
então, penso no seu sorriso
no seu carinho,
no seu cheiro,
no seu olhar pai
e no seu enorme amor por mim
e guardo isso
é tudo que me resta hoje pra que eu possa continuar...
Vivo por isso...
continuo amando para me sentir inteira
o resto é pó...

06/08/06

Desabafo VII


Trazer você para mim

E se eu pudesse trazê-la para perto de mim
faria num instante sem sequer pensar duas vezes
pra vê-la feliz faria qualquer coisa
aceitaria qualquer desafio
venceria todos os obstáculos
porque eu faria qualquer coisa
para trazê-la perto de mim
queria que visses o mar que contemplo
queria que respirasses o ar que respiro
queria ver sua sombra
ao sol do meio dia
postada a minha porta
queria assistir a leveza do toque
de suas mãos teclando as poesias
que vivem dentro de si
queria afagar-lhe os cabelos
soltos ao vento
queria sentir a suavidade
que reside no seu olhar
queria me embriagar nesse sorriso
e viver na sua gargalhada gostosa
queria ser sua piada
sua alegria
sua criança mimada
anseio dos teus sonhos
de atravessar o deserto
estórias em mim
estórias de si
histórias de uma humanidade perdida
queria
ah! como queria
poder abrir o oceano
e atravessa-lo para busca-la
e trazê-la para perto de mim
queria mostrar-lhe o dia a dia de meu povo
a verdade de minha vida
a condição de meu amor
versos que fiz reverso de uma vida simples
sem medo
porque você está comigo
e moveria montanhas para trazê-la até aqui
bem perto de mim
para bebermos a bebida doce
e apaixonada dos dias
para sentir o encantamento das pessoas às ruas
para entender o real o imaginário
o que tem sentido de vida
o que tem essência de prazer
eu faria ...
eu faria qualquer coisa
para trazê-la perto de mim
para proteger sua infância já vivida
sua maturidade sofrida
seu momento presente
dar-lhe alegria, paz
a proteção de vida
ama-la no continuar dos dias
no intenso das horas
nos caminhos que traçamos
e não percebemos que eram iguais
eu faria tudo para trazê-la perto de mim
para falar de encantos
de mistérios do real e do irreal
que aprouver
e quando nos depararmos com a verdade
que nos assusta
bastará um amor que só precisa estar
não doer, não machucar
reviver no dia a dia de um insuspeito realizar
ah ! eu faria
faria tudo para trazê-la perto de mim
para mostrar-lhe as cores
o amarelo sol
o canto dos pássaros
o falar das regiões
os contos da vida de homens e mulheres sofredores
de uma vida impossível
num período possível de conflitos
e mostrar-lhe o choro
a fome
o rostos marcados
marcas da vida que me rodeiam
eu iria onde ninguém foi
aportaria barcos em mar revoltos
venceria ventos e tempestades
mas traria você para perto de mim
para no seu colo deitar minha cabeça
e chorar a saudade que sinto
depositar o carinho que arrancas de mim
beijar o colo que me acolhe
desesperar--me por estar contigo
e dizer -lhe o que é amar sem tempo,
sem dúvidas
sem recomeços, sem dores
o que é amar sem pedir
sem querer
sem cobrar
sem existir
sem apercerber
sem determinar
sem ditar
sem vingar
ah! faria ...
faria tudo para trazê-la perto de mim
para mostrar-lhe a importância de sentir
o acerto de querer
a verdade exposta de um dia em pensamento
o ardor dos momentos
o luar que nasce aqui
os sonhos que mereces ter
e se não puder um dia
trazê-la para junto de mim
irei ate aí
para lhe dizer que é possivel amar
sem desejar
sem querer
sem ter...
viver nos alucinados momentos de encontro
sem sofrer...
ansiar para ter acalanto
unir sem que sejam necessárias
usar as regras comuns
porque ....
eu descobri uma forma de amar que é única
e que só eu e você podemos ter,
podemos entender
e podemos vivenciar.

01/08/06

Quero vê-la escrevendo sobre o amor



Quero vê-la escrever sobre o amor
não importa o que foi
o que está
o que virá
o que esperas...
se sobre todos
se sobre tudo
um em especial
não importa
quero vê-la falar sobre o amor
o sentido...o intenso,
o raivoso, o ferido,
o indiscreto
o que doeu
o inesquecível
o que marcou
o que salvou
o que prestou
não importa
quero vê-la perceber o amor
para os vividos
agitados e os quietos
não importa
quero vê-la discorrer sobre o amor
o alegre , o triste
o insano , o real
o plural, o singular
o místico, o sem mistério
o fugaz, o para sempre
não importa
eu quero vê-la ditar
as palavras sobre o amor
o fugidio, o assaz
o secreto
com forma
de todos os modos
quero vê-la dizer tudo
que ainda não dissestes sobre o amor
no contemporâneo
no desatino dos tempos
na razão perdida
nos desencontros escancarados
na bebida derramada
eu quero vê-la expressando
as incertezas do amor
origens de seus medos
causas de suas dores
movimentos concretos
que fizeste na cama da vida
experiências em realidade
pontos definidos
seus dramas em estórias
eu quero vê-la arrebatar-se
nos ensejos do amor
eu quero vê-la ditando um indireto discurso
quero sentí-la quando o assunto
é o amor.

foto mackeanbllack