vives nas esquinas do meu pensamento

09/02/07

Batalha dos Tempos Poema XII


um pedaço da encantadora Lisboa que ganhei hoje de presente.
porque hoje o dia foi rico
mais do que os outros
porque hoje acordei*
vi o sol de minha janela
vi o movimento de minha rua
vi minha vida
ainda sendo vivida...
e agradeço por isso.
agradeço.
Fotografia de Madalena Pestana





alejandro sanz - amiga mía

* Dia 08.02.2007 um jovem de poucos mais de 20 anos, enquanto me assaltava, pôs o cano de um revólver, calibre 38 no meu pescoço, do lado esquerdo...engatilhou e por alguns segundos o manteve lá. Para mim durou uma eternidade e tempo suficiente para eu saber que ele ia dispará-lo. Mas, não o fez. Não o fez.*

3 comentários:

  1. Tantos blogues que gostava de ver e ler, outros tantos em que passo e nem sequer os chego a ver.

    No entanto existem outros, que não nos cansamos de os ler, porque em cada palavra saboreia-se a nostalgia tranquilizadora de cada mensagem que nos enriquece o saber sem nunca chegarmos a agradecer...

    O tempo é sempre o grande culpado destas contrariedades, mas por vezes a preguiça também ajuda.

    As desculpas só serão válidas quando verdadeiras.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  2. Estou de volta e passando por tua esqueina, não podia deixar de vir deixar meu abraço...

    Voltei para ficar por mais um tempo e afinal, a vida é mesmo feita de pequenos pedacinhos, que quando reunidos, desenham nosso trajeto por ela...

    Beijinhos e boa semana!!!
    Cris

    ResponderEliminar
  3. Voltei a olhar essa foto da linda Lisboa e que saudade senti justo desse pedaço... Das docas do porto do Tejo...

    Hoje estou em SILÊNCIO DOLORIDO... Acho que a isso dá-se o nome de saudade...

    Beijinhos da INHA!!!

    ResponderEliminar