vives nas esquinas do meu pensamento

13/05/07

Batalha dos Tempos - Poema XVIII


liberto meus instintos
sinto-me Eros
como essência de ser
meu amor é
expressão abstrata
sobrevivência concreta
equilibrio de desejo e ser
prazer e realidade
uma luta travada
para não ser passado perdido
presente sem significado
futuro esquecido
sou fronteira
desse amor que arde dentro de mim
e se realiza até na consciência
do seu existir.
foto Luís Louro



Sarah Mclachan - Angel

3 comentários:

  1. será que o amor se realiza mais na consciência de existir do que na sua factual existência...!?



    beijO

    ResponderEliminar
  2. Minha querida, tens um "meme" lá no meu local à tua espera...

    Beijinhos e tudo de bom para ti ;))

    ResponderEliminar
  3. A tua ajuda pode contar! Passa no meu blog. Obrigado.

    ResponderEliminar