vives nas esquinas do meu pensamento

08/10/07

Desabafo XXII - O rumo


sou barco sem laços e sem destino
numa infinita água salgada me levando
sou ser em desejo
me ocultando do viver
quero me deixar no mar
não prolongar a partida
enfraquecidas as forças
me abandono no rumo da água
dos outros e às coisas
pois isso é minha libertação
saber porque desejo
é o que me corta do mundo e
me separa do existir
sou barco
barco sem laços
barco sem destino
incapaz de ficar
incapaz de voltar.
foto de makgobokgobo

2 comentários:

  1. Bem escrito! Obrigada pela visita ao meu sítio. **

    ResponderEliminar
  2. porque todos as direcções são de ficar e de voltar
    beijo

    obrigada por ter voltado a ver-me

    ResponderEliminar